PUBLICIDADE

Topo

Histórico

The Sims: modo competitivo pode revolucionar a produção de conteúdo

Leo Bianchi

29/07/2020 09h00

EA anuncia que The Sims terá modo competitivo em formato de Reality Show numa emissora de TV. Formato pode revolucionar mercado de games e a produção de conteúdo digital

Sucesso de público no começo dos anos 2000, The Sims já tem 20 anos de caminhada no mundo dos games. O simulador da vida real segue firme no mercado, com dezenas de versões e expansões lançadas durante esse tempo. A mais nova e revolucionária ideia da Electronic Arts (EA), em parceria com o time de eSports da Turner, foi um reality show que tem como ponto central o game, chamado de The Sims Spark'd, com premiação de US$ 100 mil.

Os competidores serão expostos a desafios dos mais diversos para criar personagens, mundos e histórias, contadas por meio do The Sims 4, última versão lançada da franquia. O reality show se dará em uma série de quatro episódios, com os jogadores competindo em provas de eliminação e habilidades. Um painel de celebridades foi selecionado para julgá-los.

– Desde a sua criação, The Sims tem sido uma experiência inovadora, ao permitir que os jogadores e jogadoras criem e vivenciem virtualmente as histórias que criam no jogo. É isso que o torna tão especial. É também por isso que esse programa é tão emocionante. Nós continuamos com esse espírito inovador, ao reunir a nossa comunidade para competir e exibir suas histórias no jogo em um reality show de uma maneira totalmente nova – disse Lyndsay Pearson, general manager de The Sims.

O apresentador da atração será Rayvon Owen, finalista do American Idol. Ele estará junto de três juízes: a youtuber Kelsey Impicciche, conhecida por uma série criada dentro do The Sims, além da cantora e compositora Tayla Parx e do desenvolvedor de jogos Dave Miotke, que trabalha na Maxis, empresa responsável pelo desenvolvimento da franquia.

A ideia inovadora por trás de The Sims Spark'd mostra como, cada vez mais, os games e esportes eletrônicos estão na mira das principais criadoras de conteúdo do mundo. Ter o game como plano central de um reality show em uma rede de televisão (haverá transmissão na TBS) é uma mistura cultural positiva em todos os âmbitos, especialmente no que se trata de atrair novos públicos e unir diferentes contextos que podem conversar com um bom plano de comunicação.

A forma lúdica de educar, quando bem conduzida, traz diversos benefícios. Os jogos no estilo simulador têm esse poder de estimular a criação e derrubar o preconceito ainda nutrido por muitos de que os games são perda de tempo ou um entretenimento inferior, especialmente para as faixas etárias mais baixas. É possível (e fácil) aprender e se divertir jogando sem prejudicar outros fatores.

Sobre o Autor

Leo Bianchi é jornalista, já foi repórter e apresentador do Globo Esporte. É apaixonado por competição e já cobriu Copa do Mundo, Fórmula 1, UFC e mundiais de CSGO, R6, FIFA, Just Dance e Free Fire. Também é youtuber e Pro Player frustrado.

Sobre o Blog

No GGWP você encontra análise dos cenários competitivos no Brasil e no mundo, além dos bastidores do universo envolvendo times, pro-players e novidades em geral.