PUBLICIDADE

Topo

Histórico

LoL: YoDa participa de Brasil x Argentina pelo combate ao coronavírus

Leo Bianchi

01/05/2020 08h59

Felipe "YoDa" participará de mais um evento beneficente. A comunidade do eSport se uniu para ajudar os mais necessitados durante a pandemia de coronavírus

Um dos pontos altos do combate à pandemia do coronavírus tem sido a união do cenário de eSports. As iniciativas para arrecadar doações em dinheiro, artigos médicos, alimentos e tantos outros itens necessários nesse período são inúmeras. Aqui no GGWP já falamos disso com um dos maiores exemplos: o CBolão, campeonato criado pelo streamer Gustavo "Baiano". Você sabia que até um Brasil x Argentina vai acontecer para ajudar os mais necessitados?

Felipe "YoDa", ex-jogador profissional de League of Legends, cuja história já foi contada no blog, e o argentino Martín "Coscu", também antigo pro player do MOBA, serão os capitães de duas equipes de LoL que se enfrentarão com um só objetivo: auxiliar quem precisa nesse momento tão turbulento. Um clássico tão tradicional no futebol e que, agora, tomará conta de Summoner's Rift em prol de um sentimento comum.

A ação foi batizada de "HyperX Challenges" e tem a divisão gamer da Kingston Technology como responsável. As convocatórias das equipes se darão no dia 3 de maio, e os jogos acontecerão nos dias 10 e 24, com transmissão nos canais dos dois streamers. No time de YoDa, apenas brasileiros. Na equipe de Coscu, apenas argentinos. Na torcida, milhares de fãs que poderão fazer suas doações e ajudar no combate.

Durante o mês de maio, o Instituto YGB lança a campanha "#GamersEmCasa – Doe e nos ajude a ajudar quem cuida de nós", em que toda receita arrecadada através dos donates das lives no canal do yoda será direcionada para produção e doação de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) aos profissionais da saúde da região do ABC paulista. Além disso, a verba também será utilizada para a confecção de máscaras de proteção para uso da população em geral. Na Argentina, as doações vão o Hospital de Niños, da cidade de La Plata. A solidariedade cruzou fronteiras e o esporte eletrônico se faz ouvir em um momento complicado.

– O projeto tem a missão de ajudar o próximo e nada mais justo, neste momento, que reverter as doações para o bem das pessoas que estão se dedicando diariamente a salvar vidas – disse YoDa.

Particularmente, fico orgulhoso de ler o noticiário no dia a dia e ver tantos campeonatos e cenários diferentes de eSports se mobilizando no combate ao coronavírus. Não só pela conscientização das publishers em se adaptar ao contexto atual, priorizando a segurança e a saúde dos envolvidos no ecossistema, como também pelo engajamento dos fãs, que não deixam a peteca cair diante de um desafio difícil.

Que o digam o R6 Solidário, promovido pela Ubisoft aqui no Brasil, e do qual tive orgulho de fazer parte (e chegar à final, diga-se de passagem. Brincadeira, isso é o de menos), o PUBG Continental Series Charity Showdown, que destinará mais de R$ 2 milhões à caridade, o Prêmio eSports Brasil, que juntou o próprio YoDa com Netenho, Cerol e tantos outros nesse combate. Vamos unidos, que somos mais fortes e superaremos isso. O eSport se importa!

Sobre o Autor

Leo Bianchi é jornalista, já foi repórter e apresentador do Globo Esporte. É apaixonado por competição e já cobriu Copa do Mundo, Fórmula 1, UFC e mundiais de CSGO, R6, FIFA, Just Dance e Free Fire. Também é youtuber e Pro Player frustrado.

Sobre o Blog

No GGWP você encontra análise dos cenários competitivos no Brasil e no mundo, além dos bastidores do universo envolvendo times, pro-players e novidades em geral.