PUBLICIDADE

Topo

Histórico

F1: o jogo de corrida que virou febre entre pilotos e jogadores de futebol

Leo Bianchi

24/05/2020 08h00

O jogo de FÓRMULA 1 está disponível para PC, PS4 e Xbox One. Game possui gráficos extremamente realistas. Na imagem acima, vemos o GriD do GP da França a bordo da Ferrari (FOTO: Reprodução)

O cenário de eSports é um caso peculiar de adaptação às diversas restrições causadas pela pandemia do coronavírus. Não só pelo fato de poder seguir em frente de forma online, mas por trazer tantos ídolos das modalidades tradicionais aos games. Um caso muito interessante neste sentido é o da Fórmula 1 virtual, uma ideia chancelada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e que vem rendendo frutos entre os fãs da velocidade.

Primeiramente, é necessário entender que o nível de realismo do game da F1 é impressionante. O trailer reproduzido abaixo dá uma boa ideia de como os carros, os circuitos e os pilotos, muitas vezes, podem ser confundidos com os reais, tamanho o grau de fidelidade. Os gráficos do jogo chamam a atenção, goste você ou não de automobilismo, e esse é o primeiro passo para qualquer reprodução virtual esportiva.

Além de pilotos, a Fórmula 1 virtual convidou diversos outros astros, como o brasileiro Arthur, do Barcelona, e o argentino Sergio Aguero, do Manchester City. Todos "correm" de suas respectivas casas, em circuitos com a metade de voltas das pistas originais, com transmissão ao vivo através das redes sociais oficiais da categoria. Uma mistura inteligente, que engaja diferentes públicos e mantém o esporte vivo para os fãs.

 

O grid de largada é definido também dentro do jogo, e leva a melhor quem fizer a volta mais rápida na respectiva pista. Obviamente, as condições de jogo são feitas para manter o equilíbrio entre todos os participantes e aumentar a emoção e a indefinição no torneio. Os carros têm desempenhos iguais, com opções de automatização em alguns fatores, como o controle de tração, para ajudar quem tem menos intimidade com o game.

A cada ano, vemos os simuladores com características cada vez mais reais às dos respectivos esportes. As faces ultrarrealistas do Pro Evolution Soccer, por exemplo, impressionam. Porém, a F1 se aproxima como poucas, tendo em vista que você pode jogar utilizando um cockpit, com volante, acelerador, câmbio e como se estivesse, de fato, dentro de um carro. Não à toa o jogo é licenciado e levado tão a sério pela FIA.

Evolução gráfica chega confundir qual é a imagem real e virtual

A tendência de eventos de eSports com os astros reais, que estão impedidos de entrar em campo, em quadra ou na pista por conta da pandemia, é não só uma saída, mas um acerto de todos os lados. Uma união muitas vezes pouco provável de fãs de modalidades tradicionais, com quem acompanha e consome os esportes eletrônicos diária e assiduamente.

Sobre o Autor

Leo Bianchi é jornalista, já foi repórter e apresentador do Globo Esporte. É apaixonado por competição e já cobriu Copa do Mundo, Fórmula 1, UFC e mundiais de CSGO, R6, FIFA, Just Dance e Free Fire. Também é youtuber e Pro Player frustrado.

Sobre o Blog

No GGWP você encontra análise dos cenários competitivos no Brasil e no mundo, além dos bastidores do universo envolvendo times, pro-players e novidades em geral.